Pages

Google Ads

Monday, March 28, 2011

Notícias do Treinamento de Business Intelligence no Sudoeste do Paraná

Amigo leitor,

Nos dias 18 e 19 de Março de 2011 ministrei um treinamento de Business Intelligence com o Pentaho em Pato Branco, Paraná.

Gostaria de parabenizar o pessoal do NTi/APL pela organização e pela vontade de tornar realidade esse treinamento para a região sudoeste do Paraná. Foi um grande prazer estar com vocês durante esses dias.

Abaixo as notícias que foram publicadas sobre o treinamento:

1) PatoB - Jornal Online

2) Site do NTi/APL

Texto publicado:

NTi/APL investe em treinamentos para melhorar capacitação dos profissionais

Investimento em cursos complementa a formação recebida nos cursos de graduação

Inteligência de negócios e administração avançada em Linux. Para a grande maioria da população, são termos que não fazem parte do cotidiano. Talvez o sistema operacional Linux seja popularmente mais conhecido, por ser uma opção gratuita ao rival Windows. O fato é que, para os profissionais de Tecnologia da Informação (TI), a inteligência de negócios (ou Business Intelligence - BI) e a administração de sistemas em Linux são mais do que termos: são uma realidade que acaba se estendendo para muitos, no desenvolvimento de programas de computador (os softwares), de páginas da Internet, de aplicativos e muito mais. Desde a semana passada, tornaram-se mais presentes para profissionais e empresários do Sudoeste, graças a treinamentos promovidos pelo Núcleo de Tecnologia da Informação/Arranjo Produtivo Local de Tecnologia da Informação do Sudoeste do Paraná (NTi/APL Ti Sudoeste PR), com apoio do Sebrae/PR e da faculdade Mater Dei.

Nos dias 18 e 19, foi realizado o treinamento em Business Intelligence, no laboratório 4 da faculdade Mater Dei, em parceria do NTi/APL com a IT4Biz e a Linux Solutions. Ao todo, 21 profissionais de TI (11 de Pato Branco, seis de Dois Vizinhos e quatro de Francisco Beltrão) acompanharam atentamente ao curso ministrado por Caio Moreno de Souza, da IT4Biz IT Solutions, de São Paulo. Souza conta que, com certa freqüência, o crescimento de uma empresa traz o desenvolvimento de sistemas paralelos desenvolvidos em Excel, Access e outras ferramentas e tecnologias, tornando a organização dos dados “um processo doloroso e extremamente caro, acessível apenas para grandes empresas que possuem recursos milionários para investir em Sistemas de Inteligência de Negócios (Business Intelligence)”.

Conforme Souza, o grande desafio é ajudar as empresas a desenvolver um projeto de Inteligência de Negócios utilizando tecnologias de código aberto. “Um projeto deste porte exige da empresa o domínio de uma série de ferramentas e produtos. Com a utilização de tecnologia de código aberto, as empresas passam a não precisar investir milhões em programas de computadores e passam a investir em serviços, os quais muitas vezes podem ser feitos internamente”, explica.

Os códigos abertos citados por Souza estão presentes em muitos programas e sistemas, como o Linux, que foi motivo de treinamento que começou no dia 19 de março, no laboratório 5 da faculdade Mater Dei, reunindo 16 participantes de Pato Branco e um de Francisco Beltrão. Ainda serão realizados mais quatro encontros, sempre aos sábados (26 de março, 2, 9 e 16 de abril), com Arlei Manfroi, empresário e professor da disciplina Fundamentos de Sistemas Linux na própria Mater Dei.

Segundo Manfroi, a capacitação Administração Avançada em Sistemas de Linux foi desenvolvida para complementar o aprendizado nos cursos de graduação e direcionada para a manutenção e o manuseio dos sistemas Linux. “[O Linux] é um sistema bem estável, seguro, rápido e gratuito. Hoje, é um dos mais indicados para servidores, especialmente de páginas da Internet e de e-mail. Está ganhando a adesão de grandes corporações mundiais, do governo federal (projeto de inclusão digital) e da bolsa de Nova Iorque. A IBM também aposta no Linux e o Brasil é um dos países que mais investe e utiliza o Linux”, diz o professor.

Manfroi também ressalta a importância do NTi/APL como um facilitador para o desenvolvimento das empresas de TI da região. “Um treinamento como este de Linux, mais avançado, geralmente só é encontrando em grandes capitais, em que são cobrados valores bem maiores e ainda há despesas com transporte e hospedagem. Os cursos realizados aqui significam poupar tempo, dinheiro e ganhar conhecimentos”, conclui Manfroi.

Fonte: Antonio Menegatti Assessoria de imprensa NTI/APL TI Sud Pr

1 comment:

Starman said...

Poxa... Não sabia desse treinamento no Rio de Janeiro... Deu vontade de morrer agora!!! :-(

Quando terá outro??? Queria muito fazer esse treinamento!

Abraços,
Carlos.